Deixem-me escrever uma poesia sem valor...
Espetar palavras, juntar letras
Sem sentido.
Escrever por escrever
Não quero preocupar-me com a métrica
Com a ordem
Com a rima
Só quero escrever escrever escrever
Escrever escrever escrever escrever
Escrever escrever escrever escrever

No lume das palavras,nas ditas ou escritas
Arde a vaidade do meu desejo
Sangram os sentidos tolhidos pela razão
Palpita um coração
E um beijo.

Só quero que me deixem escrever.
Sem sentido...
Só quero que me deixem viver
Sem sentido...
Só quero que me deixem morrer
Sem sentido...

No verdadeiro sentido disto tudo

publicado por Luis Linhares às 00:44